5 Mitos sobre o Coaching

Reading Time: 3 minutes

Você já ouviu algum desses mitos sobre o coaching?  “Não sou líder, logo, não preciso fazer coaching”; “Qualquer um pode ser coach”; “Coaching é caro”; “Coaching é moda”; “Coaching não funciona”; “É parecido com terapia e consultoria”; “Só precisa de coaching quem tem um problema para resolver”.

Se a sua resposta for sim, então você não está sozinho!

Acabe com os mitos sobre o coaching e use-o para ir mais longe!

 

Quando falamos sobre coaching é comum nos depararmos com muitos mitos que são tidos como verdade, passando interpretações errôneas sobre a metodologia e seus objetivos. O lado ruim disso, é que quando não conhecemos algo, corremos o risco de perder grandes oportunidades de mudarmos nossas vidas.

Por isso, precisamos sempre nos questionar sobre o que ouvimos e buscar informações capazes de nos ajudar estrategicamente. Pensando nisso, nós listamos 5 mitos que vão mudar sua visão sobre o coaching. Continue lendo esse post e descubra, por exemplo, que coaching não é terapia!

 

1. Qualquer pessoa pode ser coach?

 

Não. O coach é um profissional certificado epreparado para exercer tal atividade. É importante saber se o serviço que você está contratando será prestado por um profissional que domina as técnicas, o conhecimento e a dinâmica da metodologia.

Fique atento se o coach é certificado por uma entidade reconhecida e consolidada, capaz de oferecer uma formação de qualidade. Além disso, é importante que ele tenha carisma, experiência e que você, coachee, tenha confiança no mesmo.

As sessões de coaching são colaborativas e dependem de um bom relacionamento entre profissional e cliente para que seja extraído o máximo possível, a fim de diminuir as interferências que impedem o alcance dos resultados desejados.

 

2. Coaching é Terapia?

 

Não. Ainda encontramos no mercado a ideia que coaching é similar a terapia, porém vale deixar claro que são coisas diferentes.

A terapia é algo mais profundo e duradouro que exige uma abordagem curativa realizada por um profissional da saúde, uma vez que precisa explorar as experiências de vida e os impactos emocionais causados no cliente. Além do mais, muitas vezes os pacientes de terapia podem não saber claramente a origem de seus problemas e reações.

Já o coaching trabalha com objetivos específicos, onde o cliente participa de maneira prática para agir, ser e pensar de maneira diferente com o intuito de atingir o propósito definido no início das sessões.

 

3. Coaching é Consultoria?

 

Não. Esse mito é encontrado principalmente em empresas que muitas vezes precisam contratar serviços de consultoria e/ou de coaching para potencializar resultados estratégicos. Porém, existem distinções entre ambos.

Na consultoria vemos a contratação de profissionais que na maioria dos casos possuem uma ampla experiência pessoal na área em que atuam. Seu papel principal é trabalhar no problema da organização, utilizando sua própria vivência para entender o contexto do cliente e ajudá-lo a encontrar soluções, maneiras melhores de se fazer algo ou dar respostas práticas.

Em alguns casos, os consultores trabalham questionando os clientes, porém, sua principal atividade estácentrada em sanar os problemas, respondendo as lacunas encontradas no contexto.

Por outro lado, a base do trabalho de um coach é o questionamento direcionado, baseado em técnicas, para fazer com que o próprio cliente passe a entender as possíveis soluções através do seu próprio potencial e de suas experiências de vida. Ou seja, é um processo de desenvolvimento evolutivo que depende muito da disponibilidade do cliente para atingir resultados duradouros.

 

4. Coaching serve apenas para resolver problemas?

 

Não. Erroneamente o coaching é visto como uma solução para problemas, porém, ele oferece benefícios que vão muito além.

As sessões podem ser utilizadas para: desenvolvimento pessoal ou profissional, atingir metas específicas, impulsionar performance, diminuir interferências (limites e bloqueios) ou até mesmo aumentar a autoconfiança.

 

5. Coaching é caro?

 

Como todo processo de desenvolvimento pessoal, o coaching é um investimento que te trará retornos significativos. As sessões trabalham o modo de ser, pensar e fazer do cliente, possibilitando que ele crie hábitos, enxergando as situações sob novas perspectivas e sendo o protagonista da própria vida.

Muitos podem dizer que contratar um coach é caro, mas, com quais itens estamos gastamos nosso dinheiro hoje? Tudo depende da maneira com que analisamos as situações, nossos interesses e projetos para o futuro. Vale a pena investir em serviços que nos possibilitarão um futuro melhor.

Gostou? Entre em contato com a Valiance Coaching. Nós podemos te ajudar a ir mais longe.

 

Comentários no Facebook
/* script RD */